Vacina contra a gripe é liberada para toda a população


- 2 de junho de 2019.
Caçador, Geral, Santa Catarina, Saúde
, ,

A Campanha de Vacinação contra a gripe exclusiva para os grupos prioritários acaba nesta sexta feira, 31. A partir de segunda-feira, 3 de junho, todo a população catarinense poderá procurar as unidades de saúde, nos municípios que ainda possuem doses disponíveis, para tomar a vacina contra a doença. A medida segue orientação do Ministério da Saúde (MS). No entanto, a imunização será feita a partir das doses que sobraram da Campanha, ou seja, sem nova remessa aos estados.

Em Santa Catarina, a cobertura vacinal entre os grupos prioritários está em 77,71%. A meta estabelecida pela Ministério de Saúde é de vacinar, pelo menos, 90% dessa população formada por: gestantes, mães até 45 dias após o parto, crianças entre seis meses a menores de seis anos, idosos com mais de 60 anos, indígenas, professores da rede pública e privada, trabalhadores de saúde, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e profissionais das forças de segurança e salvamento.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), pois os representantes têm mais chances de ter complicações e até morrer em decorrência da gripe.

Além da vacina, é recomendado adotar algumas medidas de prevenção para evitar a gripe: higienizar as mãos com água e sabão ou com álcool gel, principalmente depois de tossir ou espirrar; higienização depois de usar o banheiro; antes das refeições; antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz; evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies potencialmente contaminadas (corrimão, bancos, maçanetas etc), além de manter hábitos de alimentação saudáveis, com ingestão de líquidos e realização de atividades físicas.

Pessoas com influenza devem evitar contato com outras. Em caso de suspeita, o paciente deve procurar atendimento médico o mais rápido possível. O tratamento precoce com Oseltamivir (Tamiflu) reduz tanto os sintomas quanto a ocorrência de complicações da influenza e está disponível em todas as unidades de saúde e hospitais de Santa Catarina.