Safra catarinense de soja tem estimativa de alta e milho de baixa


- 23 de setembro de 2019.
Caçador, Economia, Santa Catarina
, , , , , ,

Segundo a SECOM, a Epagri apresentou nesta segunda-feira, 23, em Florianópolis, a estimativa da safra de verão 2019/2020 para Santa Catarina. A previsão, feita pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Epagri/Cepa), indica aumento na área plantada e no volume produzido da soja na comparação com a safra mais recente. De forma geral, a produtividade deve crescer em várias culturas de verão no Estado.

Mas esse aumento da produtividade depende da melhora na situação de estiagem, afirma Gláucia Padrão, analista de Socioeconomia e Desenvolvimento Rural da Epagri/Cepa. Segundo a estimativa, a área plantada com soja no Estado deve crescer 1,05%, alcançando volume 3,73% maior e produtividade 2,64% mais elevada. Se o clima ajudar, o Estado deve encerrar a safra 2019/2020 de soja com 2,4 milhões de toneladas colhidas e produtividade média de 3.605kg/ha.

Já o milho grão segue na direção contrária. A perspectiva para a safra 2019/2020 é de queda no volume e na produtividade. O milhão grão total (primeira eafras) vai enfrentar queda de 1,07% na área plantada, de 3,16% do volume produzido e de 2,12% na produtividade em relação à safra anterior. Para o milho silagem, a estimativa é melhor. A expectativa é de aumento de 1,78% no volume produzido e de 1,94% na produtividade, apesar da estimativa de queda de 0,16% na área plantada. Se as previsões da Epagri/Cepa se confirmarem, o Estado deve encerrar a próxima safra de milho silagem com um total de 9.154.172 toneladas colhidas, a uma produtividade média de 42.050kg/ha.